top of page

Como manter uma gestão de estoque eficiente?

A administração de estoque é vital para as clínicas e consultórios, pois é a chave para o funcionamento eficiente do local. Todavia, para que o controle seja otimizado é preciso realizar o monitoramento e analisar, periodicamente, todos os produtos do estoque, desde produtos em falta até os em excesso, para ser feito o fluxo de entradas e saídas, o controle de perdas e a necessidade de novas compras.


Além disso, a estocagem mal feita e desorganizada prejudica o atendimento do público, visto que, exames podem ser adiados pelo deficit de insumos e tratamentos podem ser interrompidos ou não iniciados no tempo certo pela falta de produtos. A partir disso, é necessário utilizar ferramentas de controle de estoque.


> O que é um controle eficiente de estoque?

De forma sucinta, é aquele que garante para as clínicas e os consultórios a disposição da quantidade de produtos suficiente para atender às demandas do mercado e dos pacientes, evitando que o capital investido na compra fique ocioso. Ademais, a administração eficiente permite o registro das informações cruciais, como nome, marca, validade, lote e quantidade, de cada remédio, instrumento e outros insumos necessários à rotina do local, possibilitando também a compra com os melhores fornecedores.


> O planejamento e os seus benefícios

Primeiro, é válido compreender que apenas a compra de produtos em falta no fim do mês não é efetivo, pois o objetivo da gestão de estoque é reduzir custos, maximizar os lucros e diminuir a possibilidade de prejuízos. Sendo assim, a calendarização das aquisições, classificação dos itens e armazenamento dos dados em planilhas ou softwares se faz presente. As vantagens do controle de estoque ser feito pelo meio digital é a rapidez e a segurança na hora da checagem e análise das referências das clínicas e consultórios. Nesse contexto, o planejamento se torna mais otimizado e viável.


> Como fazer uma gestão de estoque eficiente?

  • Utilize ferramentas digitais para monitorar o fluxo de entrada e saída;

  • Padronize os registros, a fim de otimizar o cadastramento e retirada de instrumentos e produtos;

  • Realize inventários periódicos, sendo a cada 15 dias ou 1 mês;

  • Atualize o estoque a cada entrada de materiais;

  • Otimize investimento de capital.

Dito isto, é importante salientar que toda gestão de estoque deve ser baseada na realidade do consultório ou clínica, pois cada negócio apresenta suas dores e seus diferenciais.


Deu para entender?


Para mais informações sobre a solução de gestão de estoque, entre em contato com a nossa equipe!


#BioTechConsultoria #estoque #gestão #eficiência

19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page