• BioTech Consultoria

A importância do planejamento de marketing para clínicas e consultórios

Atualizado: há 3 horas

Num passado não tão distante, as clínicas e consultórios se tornavam uma referência no mercado garantindo um bom atendimento, equipamentos de qualidade, rapidez e eficiência. Estes fatores, que representam a qualidade geral dos serviços prestados, não perderam a importância, mas já não se mostram suficientes para fortalecer a captação de clientes e trazer visibilidade a um estabelecimento de saúde.

É nesse contexto que um bom planejamento de marketing faz toda a diferença. O plano de marketing nada mais é do que uma ferramenta de gestão: são pensadas e planejadas estratégias de marketing, que permitem que a clínica se mantenha competitiva no mercado.

Não existe um passo a passo bem definido para montar um plano de marketing, pois este varia de acordo com o contexto de cada empresa.

Contudo, algumas boas práticas são comuns a todo tipo de negócio:

  • Definir objetivos e metas

  • Realizar uma análise do contexto do segmento da empresa

  • Entender bem o perfil do público-alvo, o que pode ser concretizado a partir da construção de buyer personas ou do mapeamento da jornada do cliente

  • Definição de ações e estratégias de marketing, etapa crucial

  • Elaboração de cronogramas para essas ações

  • Monitoramento da satisfação dos clientes e dos resultados de cada uma das estratégias de marketing adotadas

Contudo, os gestores de clínicas e consultórios que pretendem montar um plano de marketing precisam antes atentar às restrições à divulgação de serviços médicos estabelecidas pelos conselhos federais, como o Conselho Federal de Medicina (CFM), Conselho Federal de Odontologia (CFO), etc. A Resolução CFM 1974/11 define esses limites para a modalidade médica, e é importante prestar-lhes atenção.

Algumas regras importantes estabelecidas pelo CFM

  • É proibido veicular propagandas que sugiram resultado garantido em qualquer canal de comunicação, a respeito de qualquer aspecto dos serviços médicos ;

  • É terminantemente proibido veicular fotos de pacientes, mesmo com a autorização destes, em campanhas publicitárias;

  • O profissional de saúde pode divulgar até duas de suas titulações de especialista, e pode também listar os órgãos dos quais faz parte;

  • Os preços ou formas de pagamento não podem ser divulgados em anúncios;

E quais estratégias de marketing podem trazer mais sucesso para uma clínica/consultório?

  • Branding e identidade visual

Definir uma paleta de cores para a marca, um logotipo e outros elementos visuais pode fazer uma grande diferença na percepção subjetiva dos possíveis clientes. Uma identidade visual bem construída inspira confiança e deve ser aplicada em tantos contextos quanto possível (redes sociais, ambiente da clínica, impressos de todo tipo, etc.).

  • Uso de Redes Sociais

Embora deva-se sempre atentar às restrições da publicidade médica brevemente comentadas acima, o uso das redes sociais é vital para captação de novos pacientes e fortalecimento da imagem do estabelecimento.

  • Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma ferramenta de baixo custo e uma das estratégias de Marketing mais usadas por clínicas. Gerando conteúdo de qualidade e relevância, que sane dúvidas e conscientize, a clínica constrói uma relação de confiança com o público.

  • Websites e agendamento virtual

A criação de um website permite disponibilizar informações acerca da clínica de forma clara e é um bom espaço para veicular conteúdo. Além disso, possibilita agendamentos virtuais, que tornam o acesso a uma consulta algo mais simples e rápido. Agendamentos virtuais podem também ser feitos em aplicativos específicos para isso.

Interessado em aplicar estratégias de marketing bem pensadas e planejadas para melhorar o posicionamento do seu estabelecimento médico no mercado? A BioTech Consultoria pode te ajudar.

Fale conosco e marque sua reunião de diagnóstico online, gratuita e sem compromissos.


0 visualização

BioTech

CONSULTORIA

CNPJ: 28.118.133/0001-49

Empresa Júnior de Engenharia Biomédica da Universidade Federal de Pernambuco